Dados da StatCounter indicam que o navegador de internet Firefox ultrapassou em uso o concorrente da Microsoft, Internet Explorer.

Segundo os números da empresa, o navegador da Mozilla ficou com 38,1% do mercado, enquanto o IE caiu para 37,5%. O Google Chrome cresceu de 5,1% para 14,6%.

Os dados são referentes ao mês de dezembro.

Para o  presidente-executivo da StatCounter, Aodhan Cullen, a reviravolta não pode ser creditada apenas ao Firefox, já que o Chrome é quem tem o maior avanço sobre o IE. “O mérito da Mozilla é a estabilidade”, ressalta Cullen.

Além disso, uma decisão de órgãos reguladores da região também contribuíram para a derrocada do líder absoluto na navegação.

Há cerca um ano, a União Europeia aceitou a proposta da MS no desfecho da guerra dos browsers.

Atendendo a reclamações da Opera, que alegava ser prejudicada pela pré-instalação do Internet Explorer no Microsoft Windows, as autoridades europeias concordaram com a oferta de outros navegadores dentro do sistema operacional.

Desde o início de março, a Microsoft passou a oferecer aos usuários europeus a opção de escolha entre 12 browsers em mais de 100 milhões de PCs novos e velhos que operam com o sistema.

"Estamos provavelmente vendo o impacto do acordo", acrescenta Cullen.

Globalmente, a participação do IE caiu para 46,9% em dezembro, enquanto o Firefox ficou com 30,8% e o Google com 14,9%, afirma a StatCounter.