A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (câmara-e.net) prevê crescimento de 40% nas vendas do Natal, com movimentação de R$ 3,3 bilhões no último trimestre de 2010. Se confirmado o resultado de outubro a dezembro, o faturamento do varejo virtual deve passar de R$ 15 bilhões, acima da previsão anterior, de R$ 14, 3 bilhões.

Somente no primeiro semestre, os consumidores brasileiros movimentaram R$ 6,7 bilhões em compras on-line, alta de 40% em relação aos seis primeiros meses de 2009.

Segundo a entidade, o resultado nos seis primeiros meses foi impulsionado pela venda de aparelhos de TV para a Copa e a vigência da redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para a linha branca.

No Natal, período que representa 16% das comercializações do ano, as vendas devem ser impulsionadas por produtos de informática e eletrônicos. Segundo a câmara, nas três semanas anteriores à data, os varejistas vendem o equivalente a oito semanas médias.

Para o presidente da câmara-e.net, Manuel Matos, os varejistas devem reforçar a infraestrutura para garantir o atendimento à demanda.

O Brasil tem hoje cerca de 70 milhões de internautas e os usuários ativos somam quase 40 milhões de pessoas, segundo levantamento do Ibope.