Tamanho da fonte: -A+A

Marcelo Branco, ex-coordenador geral da Associação Software Livre, confirmou à reportagem do Baguete Diário nesta segunda-feira, 05, que vai participar da campanha da ministra Dilma Rousseff à presidência da República.

No domingo, 04, Branco comunicou sua saída da ASL.org aos associados da entidade.

O gaúcho foi contratado pela Pepper Comunicação, junto com Scott Goodstein, responsável pela estratégia de SMS da campanha Obama e da Blue State Digital de Ben Self, outro dos estrategistas do atual presidente americano.

“A perspectiva da primeira campanha eleitoral digital no Brasil me animou à voltar à política”, comenta Branco, que foi filiado ao PT nos anos 80 e chegou a ser vice-presidente da Procergs no governo Olívio Dutra, de 1999 a 2003.

Branco já está em Brasília, onde a campanha digital está sendo planejada. O gaúcho prefere não dar detalhes da estratégia, mas adianta que ela será baseada na mobilização da militância do PT e PMDB, assim como de partidos menores de esquerda que venham a unir-se à coligação.

“PT e PMDB são os partidos com maior número de filiados no país. A ideia é coordenar essa mobilização, além de fazer a guerra de informação online”, explica Branco.

Aproximação
Durante a Campus Party 2010, evento coordenado por Branco nas suas últimas três edições, Dilma declarou seu interesse em twittar durante a campanha eleitoral.

"Essa eleição vai abrir espaço para sinalizar a importância da internet no processo político brasileiro. Não acredito que essa eleição possa passar sem os blogueiros, sem os twitteiros no debate e na opinião dentro da internet", afirmou a ministra.

Dilma e a senadora Marina Silva foram as únicas presidenciáveis a visitar a feira de tecnologia realizada em São Paulo em janeiro.