Internet Explorer está perdendo mercado para a concorrência

A soberania do Internet Explorer está cada vez mais fraca. O navegador que já rodou em nove de cada 10 computadores no mundo na década de 1990 amarga menos da metade de participação no mercado pela primeira vez em anos.

Segundo dados da StatCounter divulgados nesta terça-feira, 05, o navegador de internet da Microsoft caiu de 51,3% em agosto para 49,9% em setembro.

Na comparação anual, a queda foi de um patamar mais alto: 58,4%.

O Google Chrome é apontado como o arquirrival da MS no mercado de browsers. O software do Google triplicou sua fatia de mercado, chegando a 11,5% em setembro deste ano. Firefox, da Mozilla, segue em segundo, com 31,5%.

“Isso é um marco na guerra dos browsers. Há dois anos, o IE dominava com 67% de mercado”, avaliou o presidente da StatCounter Aodhan Cullen, em entrevista ao Wall Street Journal (WSJ).

Além do sucesso do Google, a Microsoft teve que lidar com as baixas em decorrência do acordo na União Europeia, que obriga a empresa a oferecer alternativas ao IE aos usuários de Windows. O Internet Explorer é o navegador padrão do sistema operacional da gigante de informática, estratégia apontada como definitiva para que a empresa assumisse a frente no segmento no início da batalha dos navegadores, contra o finado NetScape.

Em vigor desde dezembro no mercado europeu, o acordo provocou quedas acentuadas na fatia da MS no continente. Atualmente, o índice é de 40,3%.

Os dados da StatCounter são coletados de mais de 3 milhões de sites ao redor do mundo, num total de 15 bilhões de page views mensais.