A Microsoft está considerando uma oferta pelo Yahoo, informa a agência Reuters, citando fontes próximas ao assunto que não foram identificadas.

De acordo com a agência, a MS ressurge como potencial compradora após uma disputa amarga e sem sucesso para adquirir a companhia em 2008, quando uma oferta de US$ 44,6 bilhões foi recusada.

Segundo uma das fontes da Reuters, a Microsoft pode buscar um parceiro para ir atrás do Yahoo.

Enfrentando problemas há alguns anos, o Yahoo tem gerado fila de interessados. Hoje, a empresa tem valor de mercado de cerca de US$ 18 bilhões e está analisando propostas.

As candidatas incluem a Providence Equity Partners, a Hellman & Friedman e a Silver Lake Partners, assim como a gigante chinesa do comércio eletrônico Alibaba e a empresa de investimentos russa DST Global.

Por enquanto, diz a Reuters, nenhuma empresa comenta oficialmente possíveis ofertas.

Fundado em 1994 por Jerry Yang e David Filo, o Yahoo teve uma receita de US$ 6,34 bilhões no ano passado, queda de 2% frente ao ano anterior e a terceira redução do indicador nos últimos três anos.

Sucesso nas buscas na década de 1990 – antes do Google – o Yahoo se beneficiou da bolha da internet no início dos anos 2000, chegando a valer US$ 118,75 por ação em 3 de janeiro desse ano, e caindo para US$ 4,05 em setembro de 2001.

Tendo se tornado um portal de conteúdos e serviços, como muitos outros buscadores, o Yahoo chegou a usar a ferramenta de buscas do Google de 2000 a 2004, quando adotou uma tecnologia própria.

Entre altas e baixas nos resultados anuais, o Yahoo adotou demissões em massa em 2008.