Arianna Huffington, cofundadora do Huffington Post

A AOL vai desembolsar US$ 315 milhões pelo jornal digital The Huffington Post, que está nas mãos de seus dois cofundadores e de um grupo de investimentos.

Segundo o site do Valor, grande parte do montante – US$ 300 milhões – será pago em dinheiro.

Os conselhos das duas empresas já aprovaram a transação, que deve fechar no fim do primeiro trimestre deste ano ou no início do segundo trimestre.

Como parte da transação, Arianna Huffington, cofundadora e editora-chefe do Huffington Post, vai ser presidente e editora-chefe do Huffington Post Media Group, que vai englobar todo o conteúdo do Huffington Post e da AOL.

Recentemente, a empresa adquiriu a startup de perfis online About.me e demonstrou interesse pelo Yahoo!.

Além disso, no final de setembro do ano passado a empresa anunciou a aquisição do site especializado em tecnologia TechCrunch, por um valor não revelado, além da plataforma de vídeos 5min Media, anunciada no mesmo dia.

Lançado em  maio de 2005, o Hunffington Post conta com versões locais em Chicago, Nova York, Denver e Los Angeles.

Segundo a ferramenta de medição de audiência Alexa, o Hunffington Post é o 31º site mais acessado nos Estados Unidos, à frente do Wall Street Journal (63°), e cinco posições abaixo do New York Times (26º).

Ou seja, o Huffington Post é o segundo site de notícias mais popular dos EUA, atrás apenas do New York Times. O dado também é confirmado por uma pesquisa sobre jornais online realizada pela comScore em novembro.

Naquele mês, o site recebeu 26 milhões de visitantes únicos, ante 34,6 milhões dos sites do New York Times.