Tamanho da fonte: -A+A

O Russo  Yevgeny Anikin, 27 anos, admitiu ter roubado US$ 10 milhões de uma antiga divisão do Royal Bank of Scotland, a World Pay, em 2008.

À época, ele invadiu contas usando um computador, copiou informações de contas de clientes e elevou os limites máximos de saque diário antes de realizar retiradas de caixas automáticos na Europa, Ásia e Estados Unidos.

Detido em 2009, Anikin comprou dois apartamentos e um carro de luxo com o roubo.

Diante do juiz, o réu, que no momento vive em prisão domiciliar, pediu clemência em seu sentenciamento, afirmando que já havia começado a devolver o dinheiro à companhia.

O banco vendeu a World Pay em 2010 a um consórcio formado pela Advent International e Bain Capital.