As Organizações Globo entraram na segunda-feira, 05, com pedido de liminar contra o portal UOL, por ter veiculado imagens da Copa do Mundo em seu site. O grupo alega ter exclusividade na cobertura do Mundial e que o UOL estaria se aproveitando dos vídeos de "forma ilícita".

Segundo o UOL, o portal utiliza as imagens respeitando a lei Pelé, que permite que todos os meios de comunicação usem imagens de eventos esportivos para fins jornalísticos, desde que o vídeo seja transmitido em um tempo de até três minutos.

O UOL desenvolveu um software que permitia ao usuário ver os vídeos dos gols das equipes do campeonato em 3D, de ângulos diferentes, animação destinada "unicamente ao entretenimento" e considerada ilegal pela Globo.

A liminar pedida pela Globo prevê que, caso o UOL não retire os vídeos sobre o Mundial em até 48 horas após a veiculação, poderá pagar multa diária de R$ 100 mil, além de uma indenização por danos e uso indevido de imagens que pode chegar a cerca de R$ 3,6 milhões.

Em junho deste ano, o portal recebeu uma notificação da Globo e da FIFA para retirar do site qualquer videorreportagem sobre o campeonato em até 48 horas, e reduzir o tempo de exibição das imagens em até 90 segundos. Além disso, o UOL não poderia utilizar anúncios publicitários em material jornalístico ligado ao evento esportivo, segundo informa o Portal Imprensa.

O UOL não aceitou as restrições, e declarou que nunca relacionou publicidade a material jornalístico da cobertura da Copa do Mundo.