O site de compras coletivas Groupalia elevou a projeção de faturamento para 2011 em 20%, chegando US$ 172,2 milhões, após registrar US$ 14,3 milhões nos rendimentos do mês de junho.

Atualmente, a empresa conta com 9 milhões de usuários nos oito países em que atua – Espanha, Itália, Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru – com ofertas em 75 cidades.

No mercado brasileiro, onde chegou há 11 meses, a empresa tem 3,5 milhões de cadastrados, e é o quarto maior site do segmento em audiência, segundo o ranking do portal especializado Bolsa de Ofertas.

“Nosso objetivo é liderar em todos os países em que operamos atualmente”, declara Joaquín Engel, CEO do grupo.

O site é um dos e-commerces com mais anúncios recentes de investimentos na compra coletiva.

No início de abril, foram US$ 15 milhões, aplicados no crescimento da empresa. Um mês antes, US$ 1,4 milhão, destinados à pesquisa e desenvolvimento.

Sendo que em outubro de 2010 a companhia já havia obtido um aporte de US$ 7,4 milhões de seus investidores internacionais: Nauta Capital; Caixa Capital Risc, divisão de capital de risco do banco La Caixa; dos sócios-fundadores da Privalia; e de Joaquín Engel, CEO da companhia.

Tal financiamento representou o dobro do aporte inicial da fundação do Groupalia.

Hoje, o Groupalia possui cerca de 550 colaboradores.

Fundada em Barcelona, na Espanha, em maio de 2010, a empresa teve receita de US$ 8,9 milhões no seu ano de estreia.