Pesquisa do CERT.br indica que os fraudadores estão apelando mais para o phishing no Brasil

O phishing é a fraude na internet mais usada da internet brasileira.

Estudo do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br) indica que as notificações da atécnica representam 49,4% dos ataques sofridos e reportados por internautas no país.

No phishing, termo que vem da palavra pescaria em inglês, o cracker usa uma página web fraudulenta para obter dados sigilosos do usuário.

Segundo Cristine Hoepers, analista de segurança do CERT.br, o fato é inédito.

“É a primeira vez em nossa série histórica que relatos sobre phishing ultrapassaram aqueles relacionados a cavalos de Tróia, em números absolutos”, disse ao site IDG Now.

Além de ser o novo líder no quesito fraudes, o número de ataques com esta técnica aumentou em 150% no terceiro trimestre de 2010, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Os relatos cavalos de Tróia estão em segundo lugar, com 48,79%, diminuição de 20% em relação ao segundo trimestre de 2010 e 36% em relação ao mesmo período de 2009.

O total de relatos de incidentes no terceiro trimestre de 2010 foi ligeiramente superior a 40 mil, o que corresponde a um aumento de quase 22% em relação ao trimestre anterior e um aumento de quase 36% em relação ao mesmo período de 2009.