Todos os aeroportos brasileiros terão internet sem fio ilimitada até março de 2012.

 
A determinação é da Infraero, aponta notícia da Agência Estado.
 
Os aeroportos a receber a novidade são os de São Paulo (Cumbica, Congonhas, Viracopos e Campo de Marte), Rio de Janeiro (Galeão, Santos Dumont e Jacarepaguá), Belo Horizonte (Confins e Pampulha), Brasília, Manaus, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Fortaleza, Natal, Salvador e Cuiabá.
 
Atualmente, Cumbica, Congonhas, Galeão e Brasília já contam com 15 minutos de internet gratuita.
 
Agora é esperar para ver se os prazos realmente se concretizam. O histórico do projeto não dá razões para muito otimismo.
 
Em junho desse ano, a então recém-empossada ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, afirmou que a conexão começaria a estar disponível em grandes aeroportos a partir do mês seguinte. 
 
A determinação seria da própria presidente Dilma Rousseff.
 
Em outubro de 2008, a Infraero anunciou que até o final daquele ano 13 aeroportos teriam Internet sem fio gratuita em toda a área do aeroporto, inclusive nas salas de embarque.
 
A previsão era no momento que o serviço atingisse todos os 67 aeroportos administrados pela agência estatal.
 
Primor burocrático
O sistema descrito pela Agência Estado é um primor de burocracia e determinações esdrúxulas. 
 
A medida só beneficiará o passageiro no local de embarque. Se quiser usar a rede na volta, terá de pagar.
 
O sinal não cobrirá o aeroporto todo. Apenas depois de passar pelo raio X é que a pessoa poderá se conectar. 
 
Para isso, é necessário ir ao balcão da Infraero e, com o cartão de embarque em mãos, adquirir uma senha e instruções.