O Brasil é o quarto país no ranking mundial de ameaças online, é o que informa o 16° relatório produzido pela Symantec sobre o panorama das ameaças à segurança da internet.

Segundo a pesquisa embasada em dados coletados em 2010, o país registrou uma queda em relação aos ataques. Houve uma redução de 6% para 5% na participação global,  em relação a 2009. Já em 2008, o número teria fechado em 4%.

Em contrapartida, a liderança brasileira é notável no cenário latino-americano, com uma participação de 44%, seguido pelo México, com 12%, e pela Argentina, com 10%.

Em relação aos computadores infectados por bots, o país ocupa o topo do ranking na América Latina, contabilizando 56%. Já em relação ao cenário mundial, posiciona-se em quinto, com 8%.

O relatório sugere que os resultados são reflexos do crescimento do mercado nacional de computadores e da ampla conexão de banda larga.

De acordo com a Symantec, os números são alarmantes, um total de 6.253 novas vulnerabilidades online registradas e 286 ameaças identificadas em 2010, seguidos de URLs encurtadas, que favorecem cerca de 93% dos ataques na internet.