Empresas como Zynga, que fez o Farmville, estão na mira de grandes grupos de mídia e da internet

Especialistas apontam que os games sociais devem se consolidar no próximo ano, dentro de uma nova onda de aquisições.

Segundo a agência Reuters, empresas como Zynga e Crowdstar estariam na mira de grupos como Google, News Corp e Viacom.

De acordo com o instituto de pesquisa Nielsen, os games online superaram o e-mail como segunda atividade mais popular na internet nos Estados Unidos em junho, fazendo desses jogos um mercado interessante.

Um game social popular poderia ajudar a atrair milhões de usuários para uma comunidade, passo inicial importante para empresas com pouca força no mercado de sites de relacionamento.

Além disso, o mercado de games sociais é lucrativo.

Cerca de 30 por cento dos usuários do Facebook, por exemplo, jogam algum game social como Farmville ou Mafia Wars. Juntos, eles formam um mercado anual de "produtos virtuais" de US$ 1,6 bilhão - de bens e serviços vendidos dentro do jogo, como um trator de US$ 20 no Farmville, da Zynga, ou os US$ 224 por 1 mil pontos de experiência no Mafia Wars.