Vídeos para a Mozilla: luz, câmera, navegação!

A Mozilla lançou um concurso de vídeo global, o Firefox Flicks, que irá premiar com US$5 mil em equipamentos cinematográficos o autor do melhor anúncio sobre o “Jeito Mozilla de Fazer Web”.
 
O projeto consiste na criação de uma campanha, de no máximo 30 segundos, que está segmentada em quatro categorias de premiação. São elas Melhor Filmagem em 30 Segundos, Melhor Animação, Melhor utilização de novas tecnologias livres e Melhor Anúncio de Serviço Público.
 
A proposta é que os vídeos sejam acessados e inscritos pelo portal Firefox Flicks, obtenham repercussão e sejam apresentados, posterior à premiação, em campanhas de marketing e em anúncios de serviços públicos.

Nomes do cinema como Edward Norton, Shauna Robertson, Couper Samuelson, Jeff Silver e Ben Silvermam estão entre os jurados.
 
De acordo com a Mozilla, o ganhador do grande prêmio, em cada região, receberá, à sua escolha, US$ 5 mil em equipamentos de vídeo ou bolsa de estudos em uma escola de cinema. Os dois principais vencedores em cada categoria ganharão US$ 1 mil em equipamentos de vídeo.

Além disso,  também recebem uma viagem para o evento do Firefox Flicks em 2012.

“Acreditamos que essa ação vai ajudar-nos a educar os consumidores sobre os problemas online que desafiam, hoje, a privacidade, interoperabilidade, escolhas e oportunidade, além de aumentar a conscientização dos atributos principais da nossa marca”, garante a Mozilla.

Hoje, o browser Mozilla Firefox agrega 20.92% do market share, ficando abaixo, apenas, do Internet Explorer, com 52,84%.

Vídeos em alta
Apesar da criatividade, o Mozilla não foi o único que propôs uma ação vinculada à produção cinematográfica para apresentar seu navegador.
 
No ano passado, o Google realizou uma campanha destinada à divulgação do Chrome no Brasil baseada em dois filmes.
 
Desenvolvidas pela Neogama, agência publicitária paulista, as produções visavam mostrar o navegador como uma ferramenta criativa e integrada ao cotidiano do usuário, não apenas uma janela para a internet.
 
As produções foram veiculadas em horário nobre, na TV Globo e na internet.

Conforme dados de mercado, em novembro de 2011, a participação mundial do Chrome chegou a 25,7%, quase o dobro de 2010, superando o Firefox, que havia caído para 25,2%. Entretanto, hoje, o Chrome possui uma fatia de 19% do market share total.