Internautas de 11 países começam a se mostrar cansados de usar redes sociais como Facebook, Twitter e Orkut.

O dado é de um estudo do Gartner, para o qual foram ouvidas 581 pessoas só no Brasil, onde o Orkut lidera entre os usuários, seguido por YouTube e Facebook.

“O Brasil é normalmente é citado como um dos países que adotam com entusiasmo as redes sociais, mas nossa amostra de respondentes não exibiu essa tendência forte de uso”, relata o texto da pesquisa.

Conforme o estudo, o uso das redes no país é considerado “médio”, centrado principalmente no Orkut e no Facebook, com uma das taxas mais altas de uso de Internet Messenger e sites de chat entre os usuários com até 40 anos.

Além disso, os usuários brasileiros demonstram mais preocupação com a privacidade do que os de outros países, informa o estudo: entre os entrevistados por aqui, 46% se disseram preocupados com o tema, quando a média geral é de 33%.

O estudo foi realizado, ao todo, com 6,3 mil pessoas entre 13 e 74 anos de idade.

Do total, 37% dos ouvidos disseram ter aumentado o uso de redes sociais no último ano, mas 24% destes destacaram que hoje utilizam as redes menos do que quando entraram nelas.

Além disso, 31% dos usuários do grupo definido pelo Gartner como “aspirantes” (mais jovens participantes da pesquisa) indicaram estar cansados das redes sociais.

“Esta fadiga é algo que os provedores dessas redes devem monitorar, porque eles precisarão inovar e variar para manter a atenção do consumidor”, destaca o levantamento.

A avaliação do Gartner também ressalta a nova geração de consumidores de Internet como “incansável” e com “uma janela curta de atenção”, sugerindo que os provedores usem de “muita criatividade para criar impacto significativo” se quiserem manter estes usuários.