Foi aprovada nessa quinta-feira, 15, pelo Cade, a parceria entre Telefônica e Phorm para o mercado de internet.

Segundo o site TI Inside, uma operação semelhante já havia sido aprovada no ano passado em relação à uma parceria semelhante com a Oi.

O que parece uma parceria simples de uma empresa de tecnologia e uma operadora de telecom se complica pela forma de funcionamento do sistema da Phorm.

Ele analisa o comportamento dos usuários de internet diretamente na rede da operadora para assim desenhar um padrão de comportamento e criar um banco de dados que permite a oferta de publicidade altamente segmentada.

No Reino Unido, por exemplo, a Phorm, a British Telecom e a Virgin tinham uma parceria comercial que acabou se tornando um grande escândalo de privacidade em 2008.

As empresas de telecomunicações que utilizam a plataforma da Phorm alegam que a tecnologia faz o que o Google costuma fazer em seus serviços, mas ativistas da questão da privacidade online alegam que o Google oferece em troca serviços gratuitos, enquanto as operadoras cobram pelo acesso.

Leia a matéria completa do TI Inside nos links relacionados abaixo.