E-commerce teve deflação de 11,56% em 2011

17/01/2012 11:41

Os preços do comércio eletrônico tiveram deflação acumulada de 11,56% em dezembro de 2011, na comparação com janeiro do mesmo ano, demonstra o Índice FIPE / Buscapé.

A análise levou em conta mais de 1,3 milhão de produtos vendidos no e-commerce.

Do total, as categorias fotografia e telefonia foram as que mais deflacionaram no ano passado, com queda 23,03% e 20,84%, respectivamente.

Tamanho da fonte: -A+A

Os preços do comércio eletrônico tiveram deflação acumulada de 11,56% em dezembro de 2011, na comparação com janeiro do mesmo ano, demonstra o Índice FIPE / Buscapé.

A análise levou em conta mais de 1,3 milhão de produtos vendidos no e-commerce.

Do total, as categorias fotografia e telefonia foram as que mais deflacionaram no ano passado, com queda 23,03% e 20,84%, respectivamente.

Em seguida, vêm os eletrônicos, com baixa de 16,71%; moda e acessórios, com 11,01%, informática, com 6,73%, e eletrodomésticos, com 6,49%.

As categorias que menos registraram queda em 2011 foram esporte e lazer, com baixa de 4,82%, e cosméticos e perfumaria, com 1,25%.

Apesar da deflação, alguns produtos foram na mão contrária e registraram alta nos preços, como é o caso dos itens de casa e decoração, cujos valores subiram 5,04% no ano, e brinquedos e games, com ascensão de 4,33%.

Ainda segundo o Índice FIPE / Buscapé, a variação dos preços ao consumidor no e-commerce só em dezembro de 2011 foi de -2,46%, no comparativo com o mês anterior.
 

Veja também

BR: 4º maior em e-commerce até 2015

O Brasil deverá ser o quarto maior do mercado mundial de e-commerce em 2015, segundo um estudo realizado pelo T-Index 2015, índice estatístico que indica a participação de vendas online de cada país no mercado mundial, associando a população na internet ao PIB per capita estimado.

No estudo, o Brasil aparece, atualmente, em sexto lugar entre os dez com maior potencial de vendas pela web, atrás dos Estados Unidos, China, Japão, Alemanha, Reino Unido e França.

Alta no e-commerce desacelera

Dados da consultoria e-Bit indicam que as vendas de final de ano da internet desaceleraram pela metade em 2011. Foi registrado 18% de crescimento, frente 40% do ano passado.

O volume de vendas chegou a R$ 2,6 bilhões.

Mesmo assim, o ritmo de crescimento das vendas pela web foi maior que o das lojas do mundo real, indica o jornal Folha de S. Paulo. O comércio eletrônico só não cresceu mais devido à crise de confiança pelos atrasos nas entregas iniciados no Natal do ano passado.

Carrefour: R$ 6 mi de multa no e-commerce

O e-commerce do Carrefour pode ser multado em até R$ 6 milhões por desrespeitar o Código de Defesa do Consumidor.

Segundo o Procon-SP, que estuda o pedido de multa, a empresa cancelou compras online realizadas no dia 1º de janeiro num saldão com descontos de até 50%. Foram 100 atendimentos em dois dias, diz o órgão de defesa do consumidor.

A maioria das reclamações informa que a loja alegou problemas cadastrais para desfazer o negócio.

Ibope: solução monitora e-commerce do BR

O Ibope Media lançou nesta quarta-feira, 30, o E-tail Report, ferramenta que mensura o comportamento dos consumidores online, e traz informações sobre os hábitos dos usuários nos principais sites de comércio eletrônico do Brasil.

A solução apresenta dados de fluxo de consumo de lojas de comércio eletrônico, incluindo o volume de itens mais visualizados nas vitrines e de forma detalhada, além de informar a quantidade de itens adicionados no carrinho e efetivamente comprados.

Pão de Açúcar investe R$ 5 mi em e-commerce

O Grupo Pão de Açúcar investirá R$ 5 milhões em uma plataforma de comércio eletrônico de alimentos chamada Pão de Açúcar Delivery.

Com o projeto, a empresa que aumentar em 30% as vendas pelo canal até dezembro deste ano.

Bitnix quer ampliar e-commerce em 40%

A porto alegrense Bitnix, agência digital que atua com e-commerce, sites e redes sociais, quer ampliar em 40% o faturamento do e-commerce e em 70% as soluções mobile, carros-chefe da companhia.

Para tanto, fechou uma parceria com a Dinamize, gaúcha focada em comunicação digital, elevando o número de serviços com ferramentas de e-mail marketing para os clientes.