A Microsoft denuncia nesta quinta-feira, 20, um novo tipo de fraude para publicidade online.

Segundo informações do Wall Street Journal, a empresa constatou problemas em seu sistema de cliques, que gerou dois processos contra os sites RedOrbit.com e HelloMetro.

Para o esquema de lavagem de cliques, a RedOrbit usava botnets e outros sites adulterados que multiplicavam em milhares a quantidade de cliques em anúncios da empresa, que usava a rede AdCenter para realizar a contagem.

Ao contrário do que é feito normalmente, a RedOrbit não utilizava os botnets simplesmente para gerar cliques, a empresa também direcionava o fluxo para seus próprios servidores para camuflar a origem do tráfego.

"O que achávamos ser quase impossível de ser feito até então, descobrimos que já é feito pelos criminosos”, declarou o advogado da unidade de crimes digitais da empresa, Richard Boscovich.

Investigando o caso desde o ano passado, a Microsoft notou que a quantidade de cliques diários do site deu um salto de 75 para 10 mil. Além do site, o presidente da RedOrbit também é alvo do processo, que foi iniciado em Washington, nos Estados Unidos.

No outro caso, a Microsoft processa 20 pessoas por diversas fraudes em sites que são gerenciados pela HelloMetro. Todos os casos estão relacionados a fraudes em publicidade online.