A Eletrobrás adotou a plataforma Lumis Portal, da carioca Lumis, para desenvolver seu novo site institucional em intranet.

Segundo a Eletrobrás, a ideia do projeto era ter mais agilidade na publicação de conteúdos, além de  uma ferramenta de gestão que tornasse a administração descentralizada, agilizando o desenvolvimento de aplicativos e a implementação de mudanças na arquitetura do portal.

“No momento, os esforços são para tornar a intranet também um espaço de interação e de construção de uma inteligência coletiva dos colaboradores”, diz Timoteo Moreira Tangarife, coordenador de TI do ambiente web da Eletrobrás.

Entre as novidades do portal estão a nova intranet, chamada de Eletrolink. O espaço reuniu 1.500 usuários, 5 mil visitas diárias e 16 mil pageviews desde o lançamento.

“Queríamos aproveitar o potencial da web para gerenciar o sistema de gestão da empresa”, completa Tangarife.

Servidores dedicados
Hoje, a infraestrutura que suporta o portal da Eletrobrás tem seis servidores dedicados: um para ambiente de desenvolvimento, um para webtrends (geração de relatórios de navegação), dois para o ambiente de qualidade e dois para produção.

Os ambientes de produção e de qualidade estão em Cluster e Load Balance, dividindo processamento e balanceando carga dos acessos, possibilitando maior disponibilidade, rapidez e confiabilidade ao serviço.

No projeto da Eletrobrás, o design, arquitetura da informação, usabilidade, acessibilidade e navegabilidade da nova intranet são gerenciados pela equipe de TI, que também é responsável pela infraestrutura e gestão da ferramenta de portal.

Já a equipe de comunicação cuida do conteúdo.

As empresas
Empresa de capital aberto, a Eletrobrás é controlada pelo governo brasileiro, atuando nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.
 
Já a Lumis é especializada em plataformas de portal, gestão de conteúdo e colaboração. Atualmente, a empresa possui mais de 70 clientes de grande porte, entre eles o Ministério da Justiça, Oi, Petrobras, Souza Cruz, Grupo Pão de Açúcar, Rede Record, Magazine Luiza e Coca-Cola.