Uma falha no site do banco Santander deixou dados pessoais de 127 universitários expostos.

Segundo o blog Radar Tecnológico, pertencente ao Estadão, o banco mantém desprotegido no domínio do site Santander Universidades, informações que datam de 24 de junho de 2010 a 20 de junho de 2011.

Os campos, que aparecem para livre acesso, possuem informações sobre o nome completo, números de documentos, número de telefone, endereço, renda mensal, faculdade, mensalidade atrasada, se é correntista do banco ou não, escola onde cursou o ensino médio, nome de familiares e se tem veículo próprio.

Conforme explica o blog, as informações exibidas estão relacionadas, ao formulário de Crédito de Educação Continuada, um programa do Santander que possibilita o financiamento de cursos de pós-graduação e MBA em instituições de Ensino Superior conveniadas ao banco.

Dados do jornal Estadão apontam que o número de pessoas que preencheram esse formulário somava 49 até as 18 horas de segunda-feira, 20 de junho.

Além disso, informações pessoais registradas entre 24 de junho de 2010 e 29 de setembro de 2010 e relacionam-se à solicitação do cartão FIT, cartão de crédito para o público universitário, também estavam disponíveis no portal.

Conforme menciona o Estadão, o vazamento foi comunicado por Rodrigo Varella Rahmi, estudante de Ciência da Computação da Universidade Mackenzie, que há dois meses, em busca de informações para abrir uma conta universitária, encontrou a página com os dados visíveis.

As páginas com os dados sigilosos de correntistas e não correntistas estavam ativadas até as 19h30 de segunda-feira, 20.

O Santander, por meio de sua assessoria de imprensa, informou nesta terça-feira, 21, que irá apurar os fatos mencionados para eventuais providências.