A IBM fechou acordo com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) para desenvolver o projeto Comunidade Ciência, que prevê a criação de uma plataforma colaborativa para compartilhamento de informações e estudos sobre a biodiversidade nacional.

O portal, batizado de WikiFlora, será construído com base no software IBM Lotus e contará com ferramentas de redes sociais, wiki e referências geográficas do conteúdo.
 
“Professores e alunos poderão se registrar e participar da rede, além de desenvolver projetos em parceria com pesquisadores”, afirmou Sergio Borger, diretor de estratégia e operações do Laboratório de Pesquisas da IBM Brasil.

De acordo com o ministro Aloizio Mercadante, a ideia inicial era a de criar uma enciclopédia digital para registros de dados botânicos do Brasil, mas que acabou em um projeto mais abrangente e focado não só na educação, mas na sustentabilidade.

“Uma das formas de criar um caminho alternativo para a sustentabilidade, que não seja só combater o desmatamento, é conhecer a biodiversidade, mostrar a importância que ela tem para a farmacologia, para a alimentação e a riqueza que todo esse material genético tem para o Brasil e para o planeta”, afirmou Mercadante.

Segundo o ministro, existe a necessidade de criar uma grande interlocução com a comunidade científica para que haja adesão ampla ao projeto, além de desenvolver protocolos para preservar os direitos de autoria aos cientistas e colaboradores.