A América do Sul é a região onde o Google Chrome detém sua maior participação, com 10.3% do total. Na Europa o índice chega a 9,2%, seguido por América do Norte (7,2%) e África (8,3%).

Ainda que seja a região que mais utiliza o Chrome, o índice ainda é baixo em comparação com o líder Internet Explorer, que detém 53,8%, e do Firefox, com 33,5% de participação.

O relatório referente ao mercado de navegadores em abril foi divulgado pela Quantcast nesta segunda-feira, 24.