Firefox estuda botão que impedirá rastreamento dos usuários

O navegador Firefox, da fundação Mozilla, deve ganhar uma ferramenta para impedir o rastreamento e a monitoração online. A informação é do jornal norte-americano The Wall Street Journal.

Segundo a publicação, o anúncio segue pedido da Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Recentemente, o órgão apelou aos desenvolvedores para que façam um sistema que evite rastreamento dos usuários.

Entretanto, para a ferramenta do Firefox funcionar, companhias de rastreamento teriam que concordar em não monitorar os usuários que habilitarem a ferramenta.

"A Mozilla reconhece que esse é um problema (de quem existiu primeiro): ovo ou a galinha", disse Alexander Fowler, chefe de privacidade mundial da companhia, reconhecendo que as empresas podem resistir à medida.

Fowler garante, no entanto, que a companhia está conversando com sites e anunciantes para que "honrem as escolhas de privacidade das pessoas".

O Firefox é atualmente o segundo navegador mais utilizado do mundo, com 22,81% de mercado, muito abaixo, ainda, do Internet Explorer (Microsoft), que conta com 57,08% do market share. O Google Chrome é o terceiro, com 9,98%. Os dados são da NetApplications.