A RBS anunciou a compra de uma participação na agência de mídia digital carioca Hi-Mídia.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 27, o grupo gaúcho não revela o valor nem o tamanho da participação adquirida.
 
A Hi-Mídia tem um inventário de 450 sites especializados, nos quais vende ferramentas tecnológicas para a alta segmentação de publicidade.

Outra rede, a Afilio, tem 15 mil sites afiliados. De acordo com a empresa, somadas, as duas redes atingem uma audiência de 40 milhões de usuários únicos.

A Hi-Mídia tem ainda uma base segmentada de oito milhões de e-mail. A companhia atende atende mais de 200 agências de publicidade no Brasil e na América Latina e tem expectativa de crescimento de 50% em 2011.

“A aquisição de participação na Hi-Mídia é um passo relevante na nossa estratégia de ampliar a presença do Grupo RBS em negócios de internet e mobile”, afirma o CEO de Internet e Mobile do Grupo RBS, Fabio Bruggioni.

Investida digital
A compra da Hi-Mídia é mais um passo da investida digital do Grupo RBS, da qual também faz parte a própria contratação de Bruggioni, ex-VP da Telefonica.

Nos últimos meses, a empresa também contratou Andiara Petterle, ex-CEO da Bolsa de Mulher, para desenvolver uma área de negócios digitais orientada para o público feminino.

Nos últimos anos, a RBS vem fazendo um esforço para aumentar a receita oriunda do meio digital, com aquisição em companhias como a Pontomobi, especializada em mobile marketing, o lançamento de sites hiperlocais, de compras coletivas e versões de seu conteúdo em novas plataformas como Kindle e iPad.

Somente no ano passado, foram lançados os sites de classificados Pense Carros e Pense Imóveis, o C2Rural (voltado ao agronegócio), e os e-commerces desejomania (compras coletivas) e Eu Comparo.

A investida inclui ainda o lado acadêmico. Em abril, a RBS assinou um convênio com o Tecnopuc para transferência de sua unidade de desenvolvimento de produtos digitais para o parque da PUC em Porto Alegre.

A ideia é criar um núcleo de conteúdos digitais no Tecnopuc, abrindo novas oportunidades para empresas e profissionais de internet e mobilidade.

Em 2010, a RBS Comunicações teve lucro líquido de R$ 174 milhões.