O Google + tem 90 milhões de usuários, conforme dados do próprio Google.

Mas eles passam apenas 3 minutos por mês na ferramenta, segundo a consultoria comScore.

A informação foi publicada pelo jornal norte-americano Wall Street Journal (WSJ) nessa terça-feira, 28.

De acordo com o WSJ, os dados correspondem aos meses de setembro de 2011 a janeiro de 2012, e evidenciam um grande contraste com o tempo médio gasto pelos usuários do concorrente e líder Facebook, que fica entre seis e sete horas.

Apenas desktops e laptops foram contabilizados pela comScore, excluindo os smartphones e tablets.

O Google + também perde para o Tumblr e Pinteres (ambos com 1h29min gastos pelos usuários ao mês), Twitter (21 minutos), LinkedIn (17 minutos) e até o combalido MySpace (8 minutos).

Lançado em julho de 2011, a ferramenta foi uma nova tentativa – depois de Google Buzz e Google Wave – da gigante da internet de entrar no mundo das redes sociais, dominado pelo Facebook.

Na largada, o Google tentou atrair celebridades e, aparentemente, foi ganhando adeptos mais rápido que o Facebook – foram 10 milhões de cadastrados no Google em duas semanas, marca que a concorrente levou dois anos para atingir.

Internamente, porém, nem todos foram early adopters – o ex-CEO e atual conselheiro do Google, Eric Schmidt, entrou na ferramenta três meses depois do lançamento.

Fora essa mancada, outras empresas do ramo, como o LinkedIn, não levaram mais do que dias para começar lançar suas previsões negativas.

É o caso do CEO do LinkedIn, Jeff Weiner, que previu “vida curta” ao Google +.

Leia a matéria completa do Wall Street Journal (em inglês) nos links relacionados abaixo.