A Google está prejudicando a imagem do Brasil com o lançamento de um relatório que aponta o país como o maior solicitante de remoção de conteúdo e abertura de dados de usuários em serviços como Orkut e YouTube.

A afirmação é da procuradora federal Priscila Schreiner, em entrevista a agência de notícias Associated Press.

De acordo com o relatório publicado na semana passada, o Brasil realizou 3.633 solicitações para que a Google abrisse seu banco de dados e 291 pedidos para remover algum tipo de conteúdo somente no segundo semestre de 2009.

Na entrevista, a procuradora afirmou que a maioria dos pedidos de remoção e abertura de dados foram relacionadas a pornografia infantil ou conteúdo racista. No entanto, o site Search Engine Watch declara que remoções de pornografia infantil não estão contabilizados nos pedidos.

“O governo brasileiro não exerce qualquer tipo de censura de qualquer expressão legal”, afirmou a procuradora.

Agora os promotores brasileiros enviaram uma solicitação ao Google Brasil para esclarecer os dados, informa a AP.