O jornal exclusivamente para iPad 247, produzido pela Editora Brasil 247, apresentou nessa semana a revista Motor 247, uma publicação focada em conteúdo automobilístico. A proposta é apresentar semanalmente o teste drive de um automóvel de destaque no momento.

Por trás do projeto estão os jornalistas Joaquim Castanheira e Leonardo Attuch, diretor de redação e redator-chefe da revista Istoé Dinheiro. Completa o trio de responsáveis pelo conteúdo o também jornalista Henrique Flávio.

Lançado em março, o 247 tem um modelo no qual os colaboradores serão sócios da empresa.

R$ 4 milhões em 12 meses
Em entrevista ao site Paraíba 1 no mês de março, Attuch declarou que a inspiração para o 247 veio do norte-americano The Daily, produzido pela News Corp, dona de publicações como o Wall Street Journal.

“O The Daily nos inspirou a criar um periódico para iPad no Brasil. Porém, não planejamos cobrar pelo conteúdo. Acredito que a cultura da internet é de conteúdo livre e grátis”, explica Attuch.

A assinatura do The Daily tem custo de US$ 0,99 por semana ou US$ 40 por ano. Para oeditor brasileiro, o retorno do investimento de R$ 4 milhões em 12 meses no 247 virá por meio da receita publicitária. Na sua fundação, o 247 contava com uma equipe de 20 jornalistas, e a promessa de cobertura 24 horas, sete dias por semana.

Dependência do iPad
Atualmente produzidos exclusivamente para os tablets da Apple, os projetos dependem no sucesso dos iPads no país, apontados como desejo de consumo de 51% dos brasileiros, segundo a GfK.

Uma versão para Android, que no Brasil roda em aparelhos como o Motorola Xoom e o Samsung Galaxy Tab,  está prevista para breve.

Em 2010, conforme levantamento da consultoria de mercado IDC, foram vendidos 100 mil tablets no mercado brasileiro. Outra pesquisa, da mesma empresa, indica que foram importados 64 mil iPads para o Brasil no período. Os dados foram obtidos junto à Receita Federal.

Hoje, o iPad mais barato – modelo com Wi-Fi e 32GB, já que o de 16GB não está mais disponível no Brasil – custa cerca de R$ 1,7 mil.

A previsão é de que o iPad 2 comece a ser vendido no mês de junho no mercado brasileiro. Além disso, há a previsão de produção no mercado nacional, com a chegada anunciada de uma montadora da chinesa Foxconn, cuja fabricação no país está prevista para a partir de novembro.