Pesquisas do TrendLabs, rede global de laboratórios de pesquisa e desenvolvimento da Trend Micro, especializada em segurança virtual, indicam que o Brasil é o terceiro entre os dez países do mundo que mais enviam spans.

Em junho, segundo o relatório, o país ficou atrás apenas dos Estados Unidos e Índia. Depois do Brasil, a lista traz Alemanha, França e Rússia.

Além das ameaças por e-mail, junho também contou com ataques direcionados a usuários de redes sociais, como amostras de spans disfarçadas de notificações do Facebook, por exemplo.

O Twitter foi outro canal explorado para enviar malware com ataques bem documentados, explorando a Copa do Mundo. 

Já entre os spans via e-mail, supostas mortes de celebridades de Hollywood continuaram a ser assunto para os criminosos, que criaram notícias falsas, como a que divulgou a morte do rapper Eminem.

Além disso, em junho cerca de 100 mil sites foram atacados em todos os países pesquisados. Os usuários que acessaram os portais foram infectados por ferramentas voltadas especialmente ao roubo de dados. Os jogos online foram os maiores alvos deste tipo de ataque.

O TrendLabs também elaborou um ranking das empresas mais atacadas por phishing no mês de junho.

O PayPal continuou no topo da lista dos sites mais atingidos pela falsificação, enquanto o Twitter e World of  Warcraft dominaram a lista de alvos de e-mail de phishing, em primeiro e segundo lugar, respectivamente.