O ex-ministro Antônio Palocci

O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, será reabilitado no governo federal, como parte de um plano da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) para repaginar a Casa Civil e fortalecer a Secretaria-Geral da Presidência, informa o Yahoo!.

O plano, conforme a nova presidente, seria focado em evitar novas crises no Palácio do Planalto. O cargo de Palocci ainda não foi definido.

Comandante da economia no primeiro mandato do presidente Lula, Palocci caiu em março de 2006, após o escândalo envolvendo a quebra de sigilo do caseiro Francenildo dos Santos Costa, revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Já na campanha de Dilma à presidência, o ex-ministro foi um dos coordenadores, tendo chegado ao comitê como homem indicado por Lula.

A repaginação prevista pela nova presidente poderá extinguir a Secretaria de Relações Institucionais, responsável pelas negociações com o Congresso, passando suas funções para outro ministério, que tanto pode ser a Casa Civil ou a Secretaria-Geral.

No modelo em estudo, porém, a Casa Civil perde atribuições executivas, a partir de 2011. Programas especiais serão coordenados pela própria Dilma, que pretende montar um time de assessores especiais no Planalto.