O ministro-chefe Antonio Palocci, Antonio Palocci, dará uma entrevista ao Jornal Nacional da Rede Globo desta sexta-feira, 03.

Palocci deve tentar explicar como sua empresa de consultoria, a Projeto, faturou R$ 20 milhões no ano passado, quando ele era deputado federal e atuou como principal coordenador da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República.

Segundo revelou há duas semanas a Folha de São Paulo numa matéria que desatou uma crise em torno da figura de Palocci, o ministro multiplicou por 20 seu patrimônio entre 2006 e 2010.

Resta saber como o político petista fará isso sem infringir as alegadas cláusulas de confidencialidade que impediriam que a Projeto revele o nome de seus clientes e os serviços prestados a eles.

A ida ao Jornal Nacional – o único veículo com quem Palocci falará, após semanas fugindo da imprensa – é uma orientação da presidente Dilma Rousseff, aponta o site da revista Exame.

Faça o que faça Palocci, ele parece estar sozinho.

A Executiva Nacional do PT, reunida nesta quinta-feira, 02, não se manifestou sobre o caso.  "O assunto Palocci é do governo, não é do PT", resumiu o secretário de Comunicação do partido, o deputado federal paranaense André Vargas.