Mayara Petruso, jovem estudante de Direito paulista que fez comentários negativos sobre os nordestinos após a vitória de Dilma Rouseff nas eleições do domingo, 31, foi demitida nesta quarta, 03.

O escritório Peixoto e Cury Advogados divulgou a demissão da estagiária em uma nota na qual  lamenta a “infeliz opinião pessoal emitida”.

"Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!", escreveu a estudante no microblog.

O comentário de Mayara foi recolhido pelo tumblr “Xenofobia Não”, junto com outros comentários do tipo na rede de microblog. A jovem cancelou seu perfil no Twitter, Facebook e Orkut.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Pernambuco afirmou que irá pedir ao Ministério Público Federal, em São Paulo, a abertura de uma ação penal contra a estudante.

Mayara deverá responder por crime de racismo e incitação pública de prática de crime, com penas previstas de dois a cinco anos e de três a seis meses ou multa.