A Fenainfo é contrária ao projeto que reduz a jornada de trabalho de 44 para 40 horas, com incremento do custo da hora extra.

A posição foi decidida por maioria absoluta no conselho de representantes da entidade e divulgada em nota nesta quarta-feira, 04.

O posicionamento da entidade desautoriza manifestações públicas do presidente da entidade, Maurício Mugnaini, que defendeu a medida, que enfrenta a oposição majoritária das entidades ligadas ao empresariado.

Mugnaini justificou a posição manifestada há algum tempo, dizendo acreditar na eficácia da jornada reduzida e por coerência, já que há muitos anos vem assinando convenções coletivas com jornada de 40 horas.

Seprorgs, Assespro e Federasul contra
Seprorgs, Assespro e Federasul se manifestaram contrários à redução da jornada de trabalho em matéria publicada no Baguete Diário nesta terça, 03, alegando que a medida onera a produção das médias empresas e prejudica a competitividade do país. Confira a reportagem pelo link relacionado abaixo.