A partir de 1º de julho, os terminais de pagamento da Cielo passam a aceitar os cartões da bandeira MasterCard no Brasil.

Até então credenciadora exclusiva da Visa, a partir de julho a Cielo poderá trabalhar com outras bandeiras, da mesma forma que a Visa fica liberada a dar licença para que outras empresas façam o credenciamento dos estabelecimentos comerciais interessados em trabalhar com a bandeira.

"As credenciadoras que passarem a trabalhar com a Visa vão passar por profundas transformações, e nós também teremos que fazer o mesmo para conseguir capturar as operações da Mastercard", anunciou Rômulo Mello dias, presidente da Cielo.

Segundo Dias, a Cielo irá se tornar uma credenciadora multibandeira, e para isso quer aceitar também os cartões da American Express, bandeiras regionais e de empresas presentes apenas no exterior. Nesse último caso, a ideia é permitir que os estrangeiros portadores desses cartões possam utilizá-los em viagens ao Brasil.

Hoje, a principal concorrente da Cielo é a Redecard, mas outras empresas devem entrar no mercado de credenciamento de cartões. Santander e GetNet anunciaram uma parceria para fazer o credenciamento inicialmente da Mastercard a partir do primeiro semestre de 2010, mas que depois será estendido a outras bandeiras.

Com 1,7 milhão de estabelecimentos credenciados, sendo 380 mil só em 2009, a Cielo aposta que para manter os atuais e conquistar novos postos, a distribuição física fará a diferença. A aposta está na contribuição do Banco do Brasil e Bradesco, que possuem as maiores redes de agências bancárias no Brasil e que são os dois principais controladores da credenciadora.

De acordo com o executivo, cerca de 25% dos novos credenciados em 2009 foram conquistados a partir das vendas pela equipe comercial da própria empresa. Os outros 75% são proveniente de parcerias com diversos bancos.