O governo do estado liberou R$ 807 mil para instituições de ensino médio e profissionalizante do Rio Grande do Sul.

Um dos focos é a qualificação técnica e tecnológica de jovens, como forma de compensar a carência de mão de obra na área.

Entre os beneficiados está a Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha (R$ 250 mil), que aplicará os recursos na qualificação de profissionais nas áreas de automação e controle, ênfase em petróleo e gás.

A  Escola Técnica Estadual Parobé, conhecida pelos cursos técnicos, investirá os R$ 260 mil que recebeu na implantação dos cursos técnicos de nível médio em Telecomunicações e em Estradas.

Já o  Colégio Estadual Protásio Alves recebeu R$ 297 mil para modernização do ambiente tecnológico.