A gaúcha Aeroeletrônica, subsidiária da multinacional de equipamento militar israelense Elbit Systems, venceu um contrato de  R$ 440 milhões com o Exército Brasileiro para venda de equipamento para blindados.

Com um valor de mercado de US$ 2,3 bilhões, a  Elbit Systems adquiriu recentemente outras duas empresas de tecnologia brasileiras: a Ares Aeroespecial e Defesa SA e a Periscopio Equipamentos Optronicos SA.

As aquisições podem levar à abertura de capital da Aeroeletronica, disse ao iG o presidente do conselho de administração da Aeroeletrônica, Mauro Gandra.

“O grupo estuda abrir o capital ou se associar a uma empresa brasileira”, disse ao portal o brigadeiro, que foi ministro da Aeronáutica.