Baguete
InícioNotícias> Vale do Silício sonda startups no Brasil

Tamanho da fonte:-A+A

Vale do Silício sonda startups no Brasil

Guilherme Neves
// quarta, 10/11/2010 12:09

Investidores do Vale do Silício estão no Brasil em busca de oportunidades de investimentos.


Uma delegação, que inclui cofundadores de sites como YouTube e MySpace, desembarcou nesta semana para participar numa série de palestras em São Paulo e no Rio de Janeiro, durante a Semana do Vale do Silício.

Faz parte da agenda do grupo reuniões com empresários, políticos, pesquisadores e jovens empreendedores e estudantes brasileiros.

O objetivo, segundo a organização da comitiva, é explorar oportunidades de investimento e promover a cooperação direta entre o Brasil e o Vale do Silício.

“Sim, estamos estudando investir em startups no Brasil. É minha primeira vez no País, um mercado que se mostra muito bom para investimentos”, confirma Jawed Karim, cofundador do YouTube e sócio fundador do fundo de investimento de risco Youniversity Ventures, criado em parceria com investidores do PayPal.

Karim participou de um encontro nesta terça-feira, 09, com estudantes e empreendedores na FGV em São Paulo, relata o site IDG Now.

“Claro, estamos explorando o mercado para identificar as melhores oportunidades”, diz Aber Whitcomb, ex-CTO e cofundador do MySpace.

Segundo o IDG, um dos motivos do interesse pelo Brasil é o desempenho econômico apesar da crise financeira mundial. Além de Karim e Whitcomb,  Paul Bragel, cofundador da americana I/O Ventures, que investe em startups, também veio ao Brasil, fazendo coro aos elogios ao país.

Braguel ressalta, no entanto, é necessário ampliar a massa de profissionais qualificados.

“Há engenheiros muito bons aqui, mas geralmente eles são contratados por grandes bancos e outras companhias de porte. É preciso ampliar a capacidade de recursos humanos no País”, disse Braguel.

Ashwin Navin, ex-presidente e co-fundador do BitTorrent, criadora do popular protocolo de compartilhamento de arquivos, completa a comitiva.

Os encontros com os investidores foram promovidos pela Bricchamber, organização que promove colaboração com países do BRIC (Brasil, Rússia, China e Índia) sobre empreendedorismo e inovação.

O maior objetivo da companhia é estimular o empreendedorismo em países emergentes. Os empreendedores ficam até o dia 12 no Brasil.

Nesta quinta-feira, 11, o encontro ocorre a partir das 18h, na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. O evento será aberto ao público. Para se cadastrar basta enviar um e-mail para dint@fgv.br.

COMENTÁRIOS ANTERIORES
Heitor

postado em: 11/11/2010 - 13:27

Recebo com muita satisfação esta notícia, e percebo que os americanos estão com a atenção voltada para o 4º maior mercado mundial de internet, o Brasil. Porém, fico com a dúvida: será que esta "sondagem" no Brasil acabará caindo nas mãos das panelinhas que se formam em todos os setores daqui? Será que somente os "chegados" terão oportunidade de demonstrar suas startups? Ou será que ocorrerá aqui o mesmo que ocorre por lá: reconhecimento pelo mérito, pelas melhores idéias, venham elas de onde vierem? Torço para que esta segunda opção se concretize....