As pequenas e médias empresas faturaram R$ 15,9 bilhões em 2010 com pregões eletrônicos da administração pública – alta de 8,9% sobre o valor nominal de 2009, quando foi registrado o recorde de R$ 14,6 bilhões.

Os dados estão no balanço da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI), do Ministério do Planejamento.

Um das razões do desempenho, segundo a SLTI, foi o aumento da quantidade de pequenos fornecedores que passaram a disputar as licitações públicas, saindo de 210.347 em 2009 para 231.854 no ano passado.

Hoje, as MPEs já representam 55,3% do total de empresários de todos os portes que vendem para o governo federal.

Leia a matéria completa do TI Inside nos links relacionados abaixo.