A parceria entre o Santander e gaúcha Getnet, que estreou no mercado de processamento de cartões há dois anos, começa a incomodar o duópolio Cielo/Redecard.

É a avaliação de uma matéria publicada na Exame.com, que aponta que o banco espanhol já responde por 3,1% do volume processado – a meta é chegar a 10% até 2013.

Pode parecer pouco percentualmente, mas o site aponta que a cifra representa um volume de transações de R$ 20 bilhões e cacifa o Santander para negociar com varejistas maiores.

No começo, o foco eram negócios com faturamento de até R$ 200 milhões, mas de julho a Getnet está preparada para processar volumes maiores de transações e um projeto piloto já está rodando com a carioca Riachuelo e outras

Ainda sim, Santander e GetNet estão, desde junho, com a rede preparada para processar volumes altos de transações e, assim, buscar grandes contas. Riachuelo e outras 19 grandes empresas já estão no projeto piloto.