Dados do IBGE indicam que os empregos no Brasil aumentaram em diversas áreas – 16 das 18 pesquisadas – entre agosto de 2009 e o mesmo mês deste ano. Dentre os setores, destaca-se o de máquinas, aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações, com expansão de 15,9%.

Também houve crescimento nos segmentos de meios de transporte, com alta de 14,7%; máquinas e equipamentos (13,1%), produtos de metal (11,7%) e metalurgia básica (13,2%).

As duas taxas negativas foram verificadas nos segmentos de papel e gráfica (-1,2%) e madeira (-0,1%).

A pesquisa refere-se ao nível de emprego industrial geral do país, que entre julho e agosto deste ano aumentou, pela oitava vez consecutiva. A variação mensal foi de 0,1%, segundo o IBGE.

Já na comparação entre agosto de 2010 e de 2009, a expansão foi de 5,2%.

Regionalmente, as maiores altas nos empregos foram verificadas em São Paulo, com crescimento de 6,2%; Rio Grande do Sul, com 14,4%; Rio de Janeiro, com 12,7%, e Minas Gerais, com 9,4%.