Maioria dos varejistas de TI preferem fazer o treinamento via internet em casa e pela manhã

Vendedores e promotores do varejo de TI preferem fazer cursos online de qualificação em casa.

A conclusão é de pesquisa realizada pela Take 5, empresa especializada em comunicação corporativa. O ambiente doméstico foi apontado como preferido por 74% dos entrevistados para realizar os treinamentos. Apenas 16% fazem o treinamento no trabalho.

“Os profissionais da área apresentam bastante interesse e motivação própria para capacitação pessoal e profissional feita mesmo fora do horário de trabalho", avalia  Ricardo Franco, diretor de TI e Relacionamento da Take 5.

Franco explica que tais cursos são uma oportunidade de conhecer melhor os produtos comercializados.

“O consumidor quer ter a segurança de que está comprando algo realmente confiável e, nesse sentido, o comercial precisa ter argumentos seguros”, completa o executivo.

A pesquisa não apurou os motivos da preferência pela casa para acessar treinamentos. O estudo mostra, porém, que enquanto apenas 45% do universo abordado possui acesso à internet em banda larga no trabalho, 85% possui banda larga em casa.

Quanto ao horário de treinamento, 46% dos entrevistados preferiram a parte da manhã. Já 36% ficam com o período noturno, e 18% são mais adeptos da parte da tarde.

Foram entrevistados cerca de mil pessoas, entre vendedores e promotores, em oito praças, incluindo Porto Alegre e Curitiba.