A J&F Participações, que controla a processadora de carnes JBS AS, acaba de comprar o gaúcho Banco Matone.

Segundo comunicado distribuído nesta segunda-feira, 14, em São Paulo, a J&F terá 60% da holding que controlará o banco - o Grupo Matone fica com os 40% restantes.

Ainda conforme o comunicado, o Banco JBS terá um aporte de R$ 200 milhões da J&F, enquanto o Banco Matone terá aporte de até R$ 100 milhões.

Com a compra, a J&F se fortalece no setor financeiro, especialmente na área de crédito pessoal.

Com sede em Porto Alegre, o Matone é focado em crédito consignado, enquanto o Banco JBS é especializado em empréstimo agropecuário.

Juntos, os dois bancos têm R$ 2,5 bilhões em carteira de crédito, volume que deve crescer para R$ 6 bilhões em um ano e meio, segundo divulgado pela J&F, que projeta a aprovação do negócio pelo BC em um prazo de 90 dias.

Emerson Loureiro, presidente do Banco JBS, ficará no comando do banco após a fusão.