O Tecnosinos está de olho numa área de 55 hectares do horto florestal de São Leopoldo para abrigar a expansão do parque tecnológico.

Na quinta-feira, 10, representantes da universidade estiveram apresentado o projeto para o governador Tarso Genro, acompanhados do prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi.

O horto florestal tem cerca de 250 hectares de área, a maior parte deles no município vizinho de Sapucaia do Sul.

A antiga plantação de eucaliptos destinados a serem usados como dormentes nas linhas de trem da Viação Férrea do Rio Grande do Sul é hoje administrada pela Fundação Zoobotânica, uma autarquia estadual, e sofre com invasões e deterioração da mata.

[No mapa abaixo é possível conferir a área pretendida pelo Tecnosinos e ver os estragos já causados pelas invasões].

“Nosso plano é usar metade do espaço para abrigar empresas e reflorestar o restante com mata nativa”, adianta Susana Kakuta, gestora executiva do Tecnosinos.

A proporção de mata é parte do modelo ambiental da Unisinos. Dos 90 hectares da área total ocupada pela universidade hoje, pouco mais da metade são destinados a área de preservação.

De acordo com Suzana, o espaço – o dobro do ocupado atualmente pelo Tecnosinos - é necessário para realizar os planos de atrair 300 empresas nos próximos anos, incluindo 20 companhias âncora.

Com 43 empresas instaladas, o parque emprega atualmente 2,1 mil funcionários e gera um faturamento anual de R$ 830 milhões. Entre as maiores companhias no local estão SAP, HCL, Meta e Stefanini.

“Queremos ser o primeiro parque totalmente verde do Brasil”, revela Kakuta, destacando que as empresas instaladas já estão conformes com a ISO 14000 e que há planos para tratar o lixo eletrônico e reduzir as emissões de carbono.

Kakuta espera que em seis meses o governo estadual dê uma resposta positiva, para então articular com a prefeitura o regime jurídico da área.

O otimismo da gestora executiva do Tecnosinos tem fundamento.

O prefeito Ary Vanazzi é um nome em ascensão dentro do PT. O político foi o primeiro petista a ser eleito no Vale do Sinos em 2004, se reelegendo em 2008 com 77% dos votos, em meio a uma onda de vitórias do partido na região, incluindo Novo Hamburgo, Sapiranga e Dois Irmãos.

A influência de Vanazzi pode ser sentida no fato do governador Tarso ter ido ao Tecnosinos como um dos seus primeiros compromissos públicos, antes mesmo de assumir o cargo em novembro de 2010.


View Horto florestal in a larger map