A Procempa acaba de adotar um catálogo com 44 serviços da área de TI, definidos de acordo com práticas do modelo de qualidade de gerenciamento de serviços ITIL.

 
A tarefa tomou dois meses de uma força-tarefa de 15 colaboradores da estatal de processamento de dados de Porto Alegre, sob coordenação da Assessoria de Qualidade e com apoio da Rhino Consulting.
 
“A qualidade da proposta mostra que os servidores estão falando pela empresa. Ela é de vocês”, apontou André Imar Kulczynski, diretor-presidente da Procempa, durante o lançamento da inciativa.
 
Embora relativamente difundida com a popularização do ITIL na iniciativa privada, a criação de catálogos de serviços para as áreas de TI ainda engatinha na administração pública. 
 
Além da Procempa, só é de conhecimento público no Rio Grande do Sul o case do Tribunal de Justiça, que também teve consultoria da Rhino.
 
Com o catálogo definido, a Procempa passa agora a definir um sistema de custos, um novo organograma e mapeamento dos processos, entre outras novidades.