Cezar Araújo, gerente de TI do banco AJ Renner

O banco AJ Renner vem colocando em prática diversas mudanças no seu ambiente de TI, no embalo da expansão do seu porfólio de produtos.

Player tradicional no mercado de financiamento de compra de carros usados, o AJ Renner entrou em novas áreas como crédito consignado e financiamento de capital de giro para empresas.

O ritmo de lançamentos se incrementou com a compra de 40% de participação pela Record - os empréstimos consignados, por exemplo, são oferecidos somente aos 15 mil empregados diretos e indiretos da rede de TV.

“A natureza do sistema de TI para suportar um financiamento de R$ 20 mil para compra de um carro é diferente da de um empréstimo de R$ 20 milhões”, explica Cezar Araújo, gerente de TI do banco, cujo restante do capital é controlado pela Renner Participações S.A, empresa de capital aberto controlado por integrantes da família Renner.

O AJ Renner implantou recentemente um portal de Internet banking da Matera Systems e estuda agora a compra de uma solução para administração da nova carteira de crédito pós-fixado, outro dos novos negócios do banco.

Em termos de software, a opção de Araújo foi contratar soluções especializadas que possam ser integradas aos sistemas legados para cada novo empreendimento.

“Criar um novo sistema do zero poderia emperrar o negócio num momento de crescimento”, avalia o gestor, contratado pelo AJ Renner quando atuava no Hospital Mãe de Deus com a missão de estruturar o crescimento da organização.

Se na área de sistemas a abordagem é cautelosa, na área de infraestrutura a remodelagem foi total, incluindo uma migração da plataforma Linux para Microsoft.

Ao longo do ano passado, Araújo instalou 25 servidores virtualizados com Citrix, assim como o acesso remoto as máquinas instaladas nas oito filiais espalhadas pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Maurício Renner participou do seminário Gestão de TI da Sucesu-RS em Bento Gonçalves à convite da entidade.