O banco Itaú conseguiu desbancar as operadoras de telecomunicações entre as empresas com maior número de reclamações nos Procons brasileiros em 2011.

Com 81,9 mil reclamações, a instituição ficou em primeiro lugar, à frente de Oi (80,8 mil), Claro (70,1 mil) e TIM (27,1 mil).

A imagem da empresa tem sofrido, desde 2010. Nesse ano, a migração de 4 milhões de clientes do Unibanco, que deu origem ao maior banco privado no país, trouxe problemas de instabilidade e funcionamento nos sistemas do Itaú,

Já em 2010, o banco liderava em número de clientes insatisfeitos, com quase 60% das reclamações nos Procons ao longo do ano.

No ano passado, a participação diminuiu, mas a indesejável liderança segue sendo do banco.

Segundo o Sindec, assuntos financeiros, telecomunicações e alguns produtos como aparelho celular, computadores, DVDs, móveis e eletrodomésticos de linha branca somam 57,75 % dos atendimentos.

Entre os problemas enfrentados pelos consumidores estão as cobranças (35,46%), ofertas (19,99%), contratações (11,62%) e qualidade (11,19%).

As mulheres representam 54,69% das pessoas que procuraram os Procons em 2011. A maioria dos consumidores tem entre 31 e 40 anos.

Os jovens até 20 anos somam 2,12%, o menor percentual registrado. Porém, é um número importante, pois representa mais de 22 mil jovens consumidores que conscientes de seus direitos procuraram os Procons.