Pedro Westphalen

Tamanho da fonte: -A+A

Pedro Westphalen (PP), ex-secretário de Ciência e Tecnologia e líder do governo Yeda Crusius (PSDB) na Assembleia Legislativa, pode assumir o cargo de secretário de Saúde no governo Tarso Genro (PT), caso seu partido aceite integrar a base governista.

De acordo com informações publicadas na Zero Hora desta terça-feira, 16, Westphalen e Tarso tem um encontro marcado em Lisboa nesta quarta, 17.

Médico e vice-presidente da Federação dos Hospitais do Rio Grande do Sul, Westphalen foi eleito com 72 mil votos para a Assembleia Legislativa estadual. É o terceiro mandato do político.

De acordo com a ZH, Westphalen é visto pelo PT como uma pessoa de bom trânsito no setor médico e conta com o apoio de prefeitos do PP, ansiosos por ver o partido na coalização de governo.

À frente da SCT,  Westphalen não teve uma atuação memorável. Aspirante à secretaria da Saúde, acabou nomeado para a Ciência e Tecnologia, onde permaneceu por oito meses antes de se demitir.

Durante sua permanência no cargo,  Westphalen chegou sofrer críticas públicas da parte do presidente do Seprorgs, Renato Turk Faria, que verbalizou durante um Mesas Redondas de abril comentários que já circulavam em conversas de bastidores reprovando a distância que o secretário mantinha das entidades representativas.

Depois do incidente, Westphalen buscou uma reaproximação com a TI, cujos representantes foram os primeiros a receber uma minuta da futura Lei de Inovação do RS para avaliação.