O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai abrir um inquérito sobre  supostas irregularidades na movimentação financeira e negócios entre a Doux Frangosul e a sua matriz na França, a Doux S/A.

 
Segundo informações do Jornal do Comércio, o MP gaúcho vai encaminhar solicitação de averiguação a órgãos federais, como Procuradoria Geral da República e Receita Federal, que tratam de remessas de recursos ao exterior. 
 
A medida será tomada a partir de pedido do governo estadual, que entregou nesta terça-feira, 17, uma lista de 15 indícios de irregularidades, incluindo a compra pela operação brasileira de marcas e patentes e portfólio de clientes no valor de R$ 202,7 milhões, ocorrida em 2008.
 
Na avaliação do JC, o governo estadual teria “perdido a paciência” com a companhia, que já chegou a atrasar em 150 dias o pagamento a 2,7 mil produtores de frangos e suínos.
 
“A remessa de receitas à matriz está liquidando a empresa internamente. Se não tiver limite, em algum momento tudo que ela deve não cobrirá dívidas”, afirmou ao jornal o secretário estadual de Agricultura, Luiz Fenando Mainardi.
 
Confira a matéria do JC na íntegra pelo link relacionado abaixo.