Tamanho da fonte: -A+A

O Laboratório Teuto acaba de passar por um processo de modernização tecnológica.

Todo o gerenciamento de produção e expedição foi englobado no projeto, iniciado em 2010, e que incluiu a fábrica e o Centro de Distribuição de Anápolis, em Goiás, e o braço de distribuição da companhia em São Paulo.

A Active foi responsável pela implementação de dois módulos do sistema Evolutio, o WM (Warehouse Management) e o SM (Ship Management).

Desde 2010, o Laboratório Teuto otimizou os processos de controle de pedidos, principalmente, os pré-alocados; além de facilitar o gerenciamento da armazenagem e expedição de produtos acabados, através de etiquetas de códigos de barras e coletores de dados.

O objetivo é compilar o valor do faturamento do mês com a inclusão de todos os pedidos.

Para a gerente de TI (Tecnologia da Informação) do Teuto, Regina Tironi, o novo projeto gera um ganho de performance em algumas funções específicas.

“Uma das principais vantagens do projeto é a atualização tecnológica dos equipamentos que alinhada às funcionalidades do novo sistema provê ferramentas que oferecerão suporte ao crescimento da empresa”, diz Tironi.

Em outubro do ano passado, a Pfizer pagou R$ 400 milhões por 40% da Teuto.