A Agenda 2020 foi convidada pelo governador eleito, Tarso Genro, para participar do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), já conhecido como conselhão.

O convite, que foi aceito nesta terça-feira, 19, durante um encontro entre participantes do grupo de trabalho e Genro em Porto Alegre.

O Conselhão será formado por integrantes da base aliada e técnicos não partidários que vão preparar o terreno para o gabinete de transição que deve ser instaurado em novembro.

Fundada em 2006, a Agenda 2020 reúne 350 técnicos voluntários que representaram 165 instituições do Estado, entre sindicatos, universidades e associações de classe.

Na área de tecnologia, a Agenda 2020 propõe reforçar a Fapergs e a Uergs, além de desenvolver um sistema de parques tecnológicos articulados dentro de uma política pública para C&T.

De acordo com os integrantes do grupo, a falta de reformas estruturais no estado deixa de agregar R$ 20 bilhões.