Júlio Ferst e a governadora Yeda Crusius

O governo gaúcho formalizou nesta terça-feira, 20, o credenciamento dos parques que se inscreveram para o Programa Gaúcho de Parques Científicos e Tecnológicos (PGtec), que vai disponibilizar recursos de R$ 10 milhões para implantação, consolidação e expansão deste tipo de entidade.

Até agora, os que já se apresentaram para credencimento são: Associação Parque Tecnológico de Santa Maria (Tecnoparque), Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio – UPF, Tecnosinos, Tecnopuc, Valetec, Parque Científico e Tecnológico Regional da Unisc e Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari, da Fuvates.

O governo, entretanto, espera por mais. "Sabemos que parques de Pelotas, Erechim, Alegrete e do Vale do Caí estão se articulando para fazer o credenciamento, que exige requisitos mínimos, como comprovação de área física de ao menos 5 hectares para o parque, existência de uma insituição sem fins lucrativos para administração do empreendimento e prova de articulação regional", explica o secretário em exercício de C&T do Rio Grande do Sul, Julio Ferst.

A partir desta terça-feira, 20, as entidades interessadas têm 45 dias para se credenciar no PGtec, o que permitirá participar do edital de R$ 10 milhões.

O programa, regido pela SCT-RS, estabelece que cada proposta poderá requerer recursos de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões, com aprovação de somente um projeto por parque.

Das propostas selecionadas será exigida uma contrapartida mínima de 20% do valor recebido, financeira ou não-financeira.

Todos os projetos serão analisados por uma equipe técnica composta por integrantes da SCT-RS, Seplag e Sedai. Os interessados devem encaminhar suas propostas pelo formulário disponível no site abaixo.

"Este projeto é um divisor de águas. Por cerca de dez anos em que trabalhei junto a entidades de apoio à ciência e tecnologia do estado e sempre tivemos apoio institucional do governo, articulação com as secretarias e ministérios, mas nunca antes a disponibilização de um valor tão significativo quanto estes R$ 10 milhões", afirma Ferst. "É um sonho que se realiza. Continuemos sonhando, no próximo edital poderemos chegar a R$ 100 milhões", complementa a governadora Yeda Crusius, que assinou a homologação do credenciamento dos sete primeiros parques do PGtec.